fbpx

Artigos

Meditação – o remédio antigo e moderno para todas as doenças

A vida sempre nos trouxe muitos desafios, e isto leva a inquietação, dificuldade de concentração, falta de foco, incapacidade de relaxar, desorganização mental, esquecimentos, irritabilidade constante e a tudo isso se dá o nome de estresse.

O estresse já faz parte da nossa rotina e é um termo originário da física que significa tensão e desgaste. E por conta da quantidade de informações que recebemos e atividades desenvolvidas em um único dia, não sabemos se o estresse que geral ansiedade e depressão ou vice versa.

De qualquer maneira, estou falando das consequências da vida moderna onde as pessoas vivem sobrecarregadas de responsabilidades e problemas. Não me compete neste momento questionar as motivações de cada um para isso. Hoje, quero falar da solução, do remédio, da cura para esses sintomas.

A prática da meditação diária propicia que as pessoas se acalmem, respirem, organizem seus pensamentos, valorizem suas vontades e respeitem seu tempo e ritmo na vida.

Todos nossos problemas são criados e mantidos por nós mesmos, são derivados da nossa personalidade, ou seja, da nossa forma de pensar e nos comportar.

Nossas doenças são respostas, consequências dos nossos atos durante a vida. Nossos maiores problemas são criados por sentimentos e pensamentos negativos, como raiva, inveja, apego, tristeza, medo exacerbado, ignorância, intolerância, que nos afasta de nossa essência e portanto das nossas virtudes humanas.

Meditar é superar esses problemas interiores, controlar nossa mente e adquirir paz interior.

A meditação envolve respiração. Para meditar precisa-se iniciar uma atenção a respiração e ao que acontece internamente com você.

Passos básicos para a prática da meditação:

  1. Escolha um lugar tranquilo, sente-se numa posição confortável, mas mantenha a coluna ereta, se puder cruze as pernas.
  2. Mantenha seus olhos fechados e foque sua atenção na respiração. Inicialmente, respire profundamente algumas vezes, depois respire normalmente pelas narinas.
  3. Perceba a sua respiração. Elimine as distrações. Cada vez que se distrair, faça algumas respirações profundas e sua atenção voltará para si mesmo.
  4. Fique neste estado mental de calma por algum tempo.
  5. Comece meditando 5 ou 10 minutos. E tente alcançar o objetivo de meditar 20 minutos duas vezes por dia.

Namastê!!!!

Marilena Borges, Psicóloga e Consultora Organizacional.
e-mail: esedes@uol.com.br
Compartilhe este texto
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Marilena Borges

Graduada em Psicologia com especialização em Psicologia Clínica e Mestre em Filosofia. Sócia e diretora do ESEDES.

Últimos artigos

Rolar para cima